Início Notícias Cidades

0 432

Por Danilo Pinto

Apesar de a Prefeitura de Valparaíso de Goiás já ter recebido mais de R$ 1,3 milhões este ano, destinados à merenda escolar, a Escola Monteiro Lobato encaminhou recado aos pais e responsáveis, comunicando a suspensão do Programa Mais Educação, sob alegação de falta de merendeiras.

Segundo o comunicado, a Secretaria Municipal de Educação já teria sido comunicada e o retorno do atendimento à comunidade estudantil dependerá da solução a ser apresentada pela entidade.

Apesar do momento delicado por que passa o Brasil, com montanhas de dinheiro sendo roubadas do povo por políticos irresponsáveis e uma gestão ilegítima, sustentada por compra de deputados e do judiciário, não parece que tenhamos chegado ao ponto de cortar merenda das crianças.

Se compararmos gestões, veremos que um dia sem merenda na gestão da ex-prefeita Lucimar Nascimento, por problema com fornecedor, era tratado pelos atuais gestores como uma aberração e, os mesmos críticos do passado, cortam merenda e aulas por tempo indeterminado e ainda tem a cara de pau de pedir compreensão dos pais e responsáveis.

À medida que o tempo passa a sociedade toma consciência de que a atual gestão é um embuste, capaz de sacrificar os mais frágeis, para manter seus privilégios. Enquanto isso, os problemas da cidade se avolumam, sem solução, sem explicação e sem atenção do Prefeito e de sua madrinha, que tanto prometeram resolver os problemas criados por eles mesmos, ao sustentarem um governador que ignora a existência de Valparaíso de Goiás.

Comunicado da suspensão de aulas por falta de merenda

0 240
Por Danilo Pinto

Por Danilo Pinto

Em nota divulgada pelo Ministério Público de Goiás (MP-GO) nesta quarta-feira (26), Valparaíso de Goiás aparece, juntamente com Águas Lindas de Goiás, como os dois únicos municípios do estado a cumprir a Lei de Acesso à Informação. Segundo o MP, apenas estes dois municípios possuem um Portal da Transparência e cumprem o que determina a legislação.

Esta revelação vem coroar a gestão da Prefeita Lucimar Nascimento, que já havia conquistado o título de 5º município em Transparência de Gestão do Estado de Goiás, entre os melhores do Brasil, em levantamento feito pelo Ministério público Federal (MPF).

Ao contrário do que dizem os opositores, a Gestão Lucimar deu um banho em transparência, numa clara demonstração de que quem governa com seriedade, não precisa esconder informações.

Para acessar o Portal da Transparência de Valparaíso de Goiás, clique no link abaixo:

Portal da Transparência Valparaíso de Goiás

0 446

A água sumiu das torneiras de Valparaíso de Goiás neste fim de semana, quase no mesmo ritmo em que sumiram milhões de reais da SANEAGO, no processo de corrupção que levou para a cadeia o Presidente do PSDB de Goiás.

Sofrendo com a falta d’água desde o dia 02 de setembro, moradores do Condomínio Green Park II apelam para água mineral e ajuda de vizinhos. Durante o fim de semana a SANEAGO informou a realização de manutenção na rede e prometeu retomar o abastecimento até as 23 horas deste domingo (04), mas até o presente momento, nenhuma gota de água saiu das torneiras.

Palco do escândalo de corrupção que levou para a cadeia, dentre outros o presidente do PSDB de Goiás e o próprio Presidente da companhia de águas de Goiás, a empresa foi alvo de violento desvio de dinheiro, para pagamento de despesas das campanhas políticas do partido do Governador Marconni Perilo (PSDB) e Leda Borges (PSDB).

Enquanto políticos desviam dinheiro público para enriquecimento ilícito e pagamento de despesas do PSDB e seus líderes, a qualidade do serviço cai a nível vexatório, deixando milhares de goianos sem água e com um péssimo atendimento.

“Estamos comprando água mineral para as necessidades básicas. Não tem água nem para escovar os dentes.” Relata morador.

Absurdo é que, em reclamações registradas hoje, a SANEAGO informou que já havia regularizado o fornecimento. Questionada, em cada ligação uma nova versão. Hora tem equipe em serviço, noutra não foram notificados da falta d’água, noutra a equipe já estaria sendo encaminhada, etc. Certo mesmo é que a única coisa eficiente na SANEAGO é a cobrança e a corrupção do PSDB.

0 841

A beleza da mulher brasileira é muito bem representada em Valparaíso de Goiás e Sarah Souza colocou ainda mais brilho nessa história. Eleita Miss Teen Continente Goiás em agosto de 2016 com apenas 13 anos, Sarah conquista cada vez mais espaço em concursos de beleza pelo Brasil e agora vai representar o Brasil em concurso internacional.

Em 2016 Sarah conquistou três títulos: Miss Teen Continente Valparaíso de Goiás, Miss Teen Continente Goiás e Miss Beleza Brasileira, abrindo caminho para a carreira internacional. Em abril de 2017 a jovem modelo e atriz irá representar o Brasil no Miss Beleza Del Milênio Brasil Teen, que acontecerá na República Dominicana, no Caribe.

O futuro promete muitas conquistas para esta adolescente de apenas 13 anos, que já se destaca em um mercado tão competitivo. Dona de uma beleza ímpar e um carisma todo especial, Sarah promete ir longe, enchendo de orgulho nossa Valparaíso de Goiás.

à esquerda o preparador de Sarah Dário Júnior e no centro o coordenador do concurso MISS DF e GOIÁS Overlan Oliveira.

À esquerda o preparador de Sarah Dário Júnior e no centro o coordenador do concurso MISS DF e GOIÁS Overlan Oliveira.

Para contatos, falar com seus pais, Júnior Martins e Erica Souza: Whatsapp 61 99596-3179

Para mais informações, clique aqui:

WhatsApp Image 2016-09-01 at 10.26.57 (1)WhatsApp Image 2016-09-01 at 10.26.55WhatsApp Image 2016-09-01 at 10.26.56

 

Destaque na imprensa para Sarah Souza:

WhatsApp Image 2016-09-01 at 09.44.43WhatsApp Image 2016-09-01 at 09.43.34WhatsApp Image 2016-09-01 at 09.42.44WhatsApp Image 2016-09-01 at 09.33.29

0 532
Por Danilo Pinto

Por Danilo Pinto

Foi realizada neste sábado (06) a eleição para segunda gestão do CEU das Artes de Valparaíso de Goiás. O pleito teve por objetivo escolher, por meio do voto popular, os gestores do equipamento público.

O Grupo Gestor do CEU das Artes é composto por seis membros da comunidade e seis Organizações da Sociedade Civil (OSCS) e seis membros indicados pelo governo. Neste pleito apenas cinco OSCS se inscreveram, o que já lhes garante a participação no Grupo Gestor. Mesmo assim, eles foram submetidos à aprovação popular, através do voto.

Os eleitos, na ordem de classificação foram:

Titulares eleitos pela Comunidade
1º Jane Mendes
2º chrystyanne Riquelme
3º ademir Valentim da Silva Filho
4º juscicleide Neves
5º Alex Sandro Pires
6º Lucas Neres

1º suplente Denise Ricarte
2º suplente marli Azevedo
3º suplente sandoval
Oscs- organizações da sociedade civil
1º lugar amorval -albani
2º lugar Asmec tania
3º lugar ONG programando o futuro – savio
4º lugar vem viver – João Carlos
5º lugar – apae neusa

O CEU das Artes possui gestão democrática, fundamentada em três pilares: Um terço de representantes da sociedade, um terço de representantes das OSCS, ambos eleitos por voto popular e um terço indicado pelo poder público. Desta forma é possível uma gestão mais transparente, equilibrada e democrática, garantindo que o equipamento público seja de fato colocado à disposição da sociedade.

Vale lembrar que os gestores são voluntários e não recebem nenhuma vantagem ou remuneração.

 

0 521
Por Danilo Pinto

Por Danilo Pinto

O Governador de Goiás, Marconi Perilo (PSDB) deu mais um passo para o retrocesso. Desta vez, vai remover o Tenente Coronel Danilo Braga do Comando do 20º Batalhão de Polícia Militar, em Valparaíso de Goiás.

Quando o então Major Danilo Braga assumiu o Comando da PM em Valparaíso de Goiás, éramos conhecidos em todo o Brasil, pela violência descontrolada. Quem não se lembra da matéria na Rede Globo em 2011, em que a cidade de Valparaíso de Goiás, então governada por Leda Borges (PSDB), foi eleita a cidade mais violenta do mundo? A coisa era tão feia, que até outdoors foram colocados, avisando aos motoristas que atravessavam a cidade pela BR 040, para terem cuidado ao entrar na cidade mais violenta do planeta.

Nos tempos em que Leda Borges era Prefeita de Valparaíso, pessoas morriam às centenas todos os meses, vítimas de violência urbana. Era um mar de sangue, em que morria mais gente nesta cidade do que em guerras declaradas no Oriente Médio.

Desde a chegada do Comandante Danilo Braga, as coisas mudaram. Com inteligência, boa vontade, liderança e muita criatividade, o Major Danilo Braga controlou a onda de violência e trouxe a cidade para os níveis normais de criminalidade das cidades brasileiras. Os resultados foram tão expressivos, que o Major foi promovido a Tenente Coronel e se tornou uma espécie de Herói Municipal.

Hoje, Danilo Braga é reconhecido como a pessoa que conseguiu tirar Valparaíso do mapa mundial da violência, mesmo não contando com apoio do estado de Goiás, que nada investiu em efetivo ou infraestrutura nos últimos anos. Em 2011, Valparaíso tinha 150 policiais e era a cidade mais violenta do mundo, hoje, cinco anos depois, Danilo comanda apenas 100 homens, que muitas vezes não saem do batalhão por falta de combustível, viatura ou munição e mesmo assim, conseguem manter a violência controlada, dentro dos níveis nacionais, graças à liderança e dedicação deste grande Comandante.

A saída do Comandante, prevista para a próxima terça-feira (12), é vista como um forte golpe na população de Valparaíso. Uma manifestação deverá cobrar coerência do Governador e atuação da Deputada Estadual Licenciada Leda Moura, que obteve 22 mil votos de eleitores Valparaisenses, e nenhuma ação empreendeu para ajudar a nossa população.

Projetos como Vizinhança Solidária, trazidos para Valparaíso por Danilo Braga e que ajudaram a controlar a criminalidade nos bairros da cidade, correm sérios riscos de desaparecer, bem como a disponibilidade de um Comandante que atua na rua, junto com seus comandados e ao lado dos moradores.

Retirar de Valparaíso um Comandante como o Tenente Coronel Danilo Braga é nada mais, nada menos que declarar desprezo por esta cidade e por seus moradores. Nenhuma novidade, para um Governador que nada fez pelo Município nos últimos anos e abandonou o Entorno de Brasília à própria sorte.

Será que a proximidade das eleições municipais de outubro seriam a razão para remover um Comandante bem sucedido e colocar em seu lugar um homem mais próximo politicamente do PSDB? Assim seria mais fácil usar PM para prender ou soltar adversários políticos, como nos tempos dos Coronéis.

Seja qual for a razão, O Governador Marconi e a quase deputada Leda deveriam pensar melhor antes de avançar com mais esta traição ao povo de Valparaíso de Goiás.

0 351
Por Danilo Pinto

Por Danilo Pinto

Segundo denúncia que chegou à Tribuna da Ride, a Delegacia de Polícia Civil da Etapa B está atuando com apenas dois agentes. Diante do abandono do estado de Goiás, a diminuta equipe enfrenta grandes dificuldades para solucionar casos, como o do assassinato do empresário Eudes Júnior, na última quarta-feira.

A sensação de insegurança que tomou conta da população de Valparaíso é resultado da completa falta de atuação do Governador Marconi Perilo (PSDB) na região do Entorno de Brasília. Além da falta de agentes da Polícia Civil, o efetivo da Polícia Militar equivale a um quinto do mínimo necessário para atender às demandas da cidade.

Não bastasse faltar policiais, os poucos que atuam em Valparaíso sofrem com a falta de recursos básicos, como armamentos, munição e combustível para viaturas.

Mesmo diante do caus da segurança pública em Valparaíso, defensores do Governador Marconi Perilo e da deputada licenciada Leda Borges insistem em culpar a prefeitura, mesmo sabendo que estas são atribuições do estado. Conversamos com a prefeita Lucimar, que rebateu as críticas, lembrando que em sua gestão a prefeitura construiu uma delegacia e entregou à Polícia Civil, como forma de ajudar a melhorar a segurança. Além disso, informou ainda que desde o início de sua gestão ela dobrou o valor pago em horas extras, para que policiais militares cumpram uma jornada extra, ampliando assim o número de homens na rua.

A esperança da população é que o Governador disponibilize para Valparaíso, um bom número dos novos policiais que estão em formação.

 

0 483
Por Danilo Pinto

Por Danilo Pinto

Após mais um latrocínio no bairro Parque Esplanada I, em Valparaíso de Goiás, populares realizaram uma manifestação na BR 040, pedindo segurança e paz.

Organizado por moradores do Condomínio Green Park II e dos bairros Parque Esplanada I e Cidade Jardins, a manifestação teve o objetivo de chamar a atenção da sociedade para o abandono das cidades do Entorno de Brasília, expostos à violência e à falta de segurança.

Dentre as reivindicações, moradores cobraram a criação da Guarda Municipal, melhoria na iluminação pública e principalmente, reforço do policiamento.

Valparaíso conta com apenas 30 policiais por dia, em média, para cuidar da segurança de 200 mil habitantes. Seria necessário pelo menos 5 vezes este efetivo, para se atingir o mínimo necessário para atender às necessidades da população. Apesar de a população crescer assustadoramente, nenhum investimento tem sido realizado pelo governo estadual, que é o responsável pela segurança pública, mas nem mesmo a reposição de policiais mortos ou aposentados tem realizado.

Muito além da falta de policiais, a quantidade de viaturas é insuficiente para a demanda e segundo denúncias, muitas vezes não saem do Batalhão por falta de combustível, além de faltar munição para os policiais poderem ir para a rua em alguns momentos.

Um diferencial desta manifestação é que ela não interrompeu o trânsito como um todo, mas revezou o fechamento das pistas de forma alternada, permitindo que o trânsito tivesse fluidez. Segundo a organização, o objetivo era chamar a atenção da população e não causar transtornos.

Pacífica e organizada, a manifestação foi acompanhada de perto pela Polícia Rodoviária Federal e pela Via 040, empresa que administra a rodovia, ambas empenhadas em garantir a segurança de todos. Os manifestantes cumpriram rigorosamente os prazos acordados com as autoridades, desocupando a via às 19:30, após uma hora e meia de ato.

0 370

A Associação de Moradores e Comerciantes do Parque Esplanada I (ASMOCOPE I) realizou reunião com moradores, para discutir o programa Vizinhança Solidária, implantado no bairro em meados de 2015, em parceria com a Polícia Militar.

Como convidado especial, o Comandante do 20º Batalhão de Polícia Militar em Valparaíso de Goiás, Tenente Coronel Danilo Braga, conduziu a palestra sobre comportamento e segurança. Braga falou das dificuldades enfrentadas pela PM, por conta da falta de efetivo e convocou os moradores a unirem forças em torno da luta por segurança. Segundo informou, o projeto Vizinhança Solidária já está em pleno funcionamento em todo o mundo, apresentando resultados fantásticos.

Basicamente, o programa consiste em promover a integração entre vizinhos e destes com a PM. Através de grupos de Whatsapp, a PM conta com apoio dos moradores, que utilizam os grupos para denunciar crimes e atividades suspeitas, permitindo à força policial antecipar a ação de combate ao crime.

O presidente da Associação, José Lima, chamou a atenção para a importância de a vítima de crimes registrar ocorrências. Segundo relatou, a polícia trabalha com estatísticas, para definir as áreas que precisam de maior proteção policial. Como os moradores não possuem o hábito de denunciar e fazer o BO, fica a impressão de que o bairro é tranquilo e portanto, não necessita de muita proteção.

A ASMOCOPE I busca ampliar o alcance do programa, que já apresenta resultados significativos. Segundo o morador Danilo Pinto, que é um dos organizadores e coordenadores do projeto no bairro, já é possível registrar uma queda nos índices de criminalidade. “Antes eram registradas diversas ocorrências de assalto a comércio e desde a implantação do projeto, este tipo de crime praticamente foi extinto. O bandido percebe que está sendo vigiado e acaba desistindo da ação criminosa”. Afirmou Danilo.

Para Danilo Pinto, a participação dos moradores é essencial para que o programa funcione plenamente. “A gente tem lutado para motivar os moradores a acreditarem no projeto. Não é uma tarefa simples, principalmente por não conhecermos nossos vizinhos o suficiente para que possamos aborda-lo. Mas com muita determinação e a certeza de estarmos no caminho certo, estamos conseguindo”. Relatou.

A Prefeita Lucimar Nascimento também participou da reunião e em sua fala, lembrou que apesar da falta de investimento do estado de Goiás nas polícias, o seu governo tem contribuído para a segurança pública. Segundo Lucimar, mesmo não sendo obrigação do município, a prefeitura paga hora extra, para que policiais possam atuar por mais tempo, ampliando o número de homens ativos nas ruas.

Lucimar lembrou ainda que além de fornecer imóvel e infraestrutura para a Delegacia da Mulher, construiu uma delegacia inteira para que a Polícia Civil pudesse atuar com mais eficiência.

Também estiveram presentes os pré-candidatos a prefeito de Valparaíso, Ricardo Viana do PDT e Dr. Roberto Martins, do PT, que inclusive é morador do Parque Esplanada I. Outra presença de destaque foi a do vice-presidente da Associação de Moradores da Cidade Jardins, Vanderli Fernandes e de representante de comerciantes do bairro vizinho, que vieram conhecer o projeto. Ambos estão empolgados para levar o Vizinhança Solidária também para o Cidade Jardins, ampliando o alcance do programa.

Curta Tribuna da Ride do Facebook e fique por dentro das notícias da sua cidade.

0 270
Por Danilo Pinto

Por Danilo Pinto

Em um almoço, com a presença de autoridades e lideranças políticas e sociais de Valparaíso de Goiás, profissionais de Imprensa foram homenageados com o Troféu Imprensa 2016.

A premiação, oferecida pelo embrião fundamental da futura Associação de Imprensa de Valparaíso de Goiás é o reconhecimento da importância do papel que representam os veículos de imprensa e seus profissionais, para a sociedade valparaisense e do Entorno Sul de Brasília.

Este que foi o terceiro encontro oficial dos profissionais de imprensa de Valparaíso de região, pela primeira vez foi aberto para a sociedade, o que permitiu um brilho todo especial. Estima-se que cerca de 80 pessoas, entre autoridades, dirigentes de partidos, lideranças comunitárias e familiares passaram pelo evento.

Diante do sucesso da organização, a comissão foi convidados a assumir a organização do Baile da Cidade, que não é realizado a alguns anos. Fica claro que muito mais do que informar, a imprensa de Valparaíso vem ganhando força a ponto de movimentar a vida social da cidade.

Impressionante mesmo foi ver como a categoria está unida em defesa dos interesses dos profissionais, muito diferente do que ocorria alguns anos atrás, quando cada um defendia seu espaço e não havia diálogo entre os veículos. Ao que parece, os profissionais de imprensa resolveram de fato formar uma agremiação forte, para juntos serem mais fortes e determinantes na construção dos próximos capítulos da história de Valparaíso.

Anúncios para site-01anuncio porta transparencia março

FIQUE CONECTADO

post