Início Política

0 376

A prefeitura de Valparaíso de Goiás exonerou Plácido Cunha do cargo de Assessor Especial do Gabinete da Prefeita.

Por meio do Decreto Nº 214 de 1 de junho de 2016, a Prefeita Lucimar Nascimento exonerou seu Assessor Especial de Gabinete, Francisco Plácido Cunha.

Plácido ocupava o cargo desde meados de 2015 e recentemente declarou que pretende concorrer à prefeitura pelo PMDB.

WhatsApp-Image-20160601

0 1523

No próximo dia 31 de maio a Assembléia Legislativa de Goiás colocará em votação o pedido de impeachment do Governador de Goiás, Marconi Perillo, do PSDB. Acusado de improbidade administrativa, pedaladas fiscais e irregularidades em obras de aeroporto de Santa Genoveva e VLT, ambas ligadas à Odebretch, Marconi aparece com ligação a esquema de propina na Etapa XEPA da Operação Lava Jato.

Com a aprovação do pedido de afastamento da presidenta Dilma, pelo suposto crime de Pedaladas fiscais, fica difícil para os deputados estaduais darem tratamento diferenciado a Marconi, que foi um dos apoiadores do impeachment da Dilma.

Como de costume, a mídia oficial não divulga e mantém a população desinformada.

A votação da admissibilidade do impeachment será no dia 31 de maio, próxima terça-feira, às 15 horas e é prevista uma grande mobilização para pressionar os deputados.

Convocação para manifestações circula nas redes sociais.

Convocação para manifestações que circula nas redes sociais.

 

0 766
Por Danilo Pinto

Por Danilo Pinto

Oito partidos prestigiaram a apresentação de Roberto Martins como pré-candidato a prefeito de Valparaíso de Goiás pelo Partido dos Trabalhadores, em cerimônia realizada no Espaço Lago, no último dia 20.

A cerimônia foi realizada com casa lotada, dando uma boa impressão quanto à aceitação do nome de Roberto, ao mesmo tempo em que cresce a sua aceitação nas ruas da cidade. Por onde passa, Roberto tem causado boa impressão e se destaca, principalmente, por ser ficha limpa.

Jovem e bem preparado, Roberto é apontado como a novidade no cenário político. Diante de velhos conhecidos da população, muitos envolvidos em processos e denúncias de corrupção e improbidade administrativa, o petista representa para muitos a mudança que o povo deseja.

Roberto se disse animado e com disposição para trabalhar e foi elogiado por não ter preguiça. Segundo correligionários, o pré-candidato tem participado de atividades de pré-campanha de forma incansável, determinado a vencer as eleições de 2016.

“Não tem hora para ele e é difícil acompanhar a sua vontade de trabalhar. Se chamar de madrugada, ele levanta da cama e vai pra rua. É espantoso!.” Afirma um apoiador.

No atual cenário, Roberto deve disputar as eleições com o vereador Afrânio Pimentel do PR e o candidato do PSDB, que segundo circula nas rodas políticas, não deverá mais ser o vereador Pabio Mossoró, estacionado em 6% de intenção de votos e que sofre grande rejeição nas ruas. Fala-se em Leda Borges, que foi eleita deputada estadual e não assumiu o mandato. Se for candidata a prefeita e vencer as eleições, Leda deverá abandonar também a prefeitura, para assumir a suplência do governador Marconi Perilo no Senado Federal.

0 364
Por Danilo Pinto

Por Danilo Pinto

O sindicato dos servidores públicos de Valparaíso de Goiás, Sindsepem/Val, em parceria com a CUT Brasília e diversos movimentos sociais, lançou na última sexta-feira (6), o Comitê em Defesa da Democracia e Contra o Golpe naquele município do entorno de Brasília.

O objetivo é organizar a classe trabalhadora, movimentos sociais e população local para lutar contra as ameaças de retiradas de direitos e o golpe em curso contra a democracia.

A presidente do Sindsepem/Val, Olízia Alves, afirma que as ações do comitê ainda estão sendo elaboradas e no decorrer desta semana começarão as atividades. “Realizaremos vários debates sobre este importante assunto e faremos o enfrentamento dessas ameaças. Precisamos defender a democracia e principalmente os trabalhadores, que são os maiores prejudicados”, disse.

De acordo com Olízia Alves, o comitê irá articular medidas para defender a classe trabalhadora contra os projetos e programas dos golpistas que representam retrocesso e perda de direitos a todos.

Um exemplo é o programa proposto pelo vice-presidente Michel Temer, “Ponte Para o Futuro”, que pretende reestruturar a economia do país, porém por meio de medidas que afetam diretamente os trabalhadores e a população, como privatizações de estatais, diminuição de investimentos em programas sociais, entrega do pré-sal ao capital internacional, flexibilização e precarização das relações de trabalho, enfraquecimento das organizações de trabalhadores, entre outros prejuízos. “Um dos pontos que serão discutidos no comitê é este programa que retira direitos de toda classe trabalhadora. Estamos na expectativa de que o comitê em Defesa da Democracia e Contra o Golpe alcance bons resultados nesta importante luta”, concluiu a presidente.

Para o presidente da CUT Brasília, Rodrigo Britto, que compareceu ao lançamento do comitê, os servidores municipais, a direção do Sindsepem/Val e a militância social de Valparaíso deram importante passo e exemplo para que cresça a mobilização contra o nefasto golpe à democracia. “Somente com mais organização e com unidade os trabalhadores  conseguirão barrar o golpe das elites econômicas e sociais, que querem manter privilégios à custa da superexploração da classe trabalhadora”, disse ele.

Também participaram e selaram compromisso com a democracia os pré-candidatos a prefeito de Valparaíso de Goiás, Iraquitam (PCdoB), Ricardo Viana (PDT) e Dr. Roberto Martins (PT).

Fonte: CUT Brasília e redação da Tribuna da Ride

0 400
Por Danilo Pinto

Por Danilo Pinto

A Secretaria Estadual de Educação de Goiás (governo Marconi Perillo) recebeu mais de 50 micro ônibus do Governo Federal. Eles estão no pátio e a Secretaria está colocando adesivos do Governo Estadual por cima da logo do Governo Federal.

Vão distribuir nas cidades como se fossem benfeitorias do Marconi, mas na verdade é resultado do investimento do Governo Federal.

Bastará retirar os adesivos para constatar que os ônibus foram entregues pelo Governo Federal e que Marconi tenta levar vantagem, o que é ilegal e criminoso.

Marconi, que é acusado de integrar a máfia dos caça-niqueis de Goiás, como sócio do contraventor Carlinhos Cachoeira, é o principal apoiador da deputada licenciada Leda Borges e do pré-candidato a prefeito de Valparaíso, vereador Pabio Mossoró, ambos do PSDB.

 

 

20160505055725 (1)

0 480
Por Danilo Pinto

Por Danilo Pinto

O Tribunal de Contas dos Municípios do Estado de Goiás (TCM) aprovou, com ressalvas, as contas do vereador Afrânio Pimentel (PR), que pretende concorrer à Prefeitura de Valparaíso de Goiás este ano. Afrânio respondia por problemas com as contas de 2013, quando foi presidente da Câmara de Vereadores.

Com a decisão do TCM, Afrânio poderá concorrer nas eleições, em que deverá disputar com o seu colega de oposição Pábio Mossoró (PSDB) e com Dr. Roberto Martins, pré-candidato pelo PT. por fora correm ainda Dr. Adolfo Lopes (PRTB), Plácido Cunha (PMDB), Antônio Reis (PSB) e outros, mas tudo indica que as eleições serão mesmo polarizadas entre os três ponteiros, que representam os grupos políticos mais estruturados do município.

Agora a eleição será mesmo decidida no voto e o cenário final deverá ser conhecido nos próximos dias, já que havia grande expectativa quanto ao julgamento de Afrânio. Todos os grupos estavam ansiosos por saber quem seria de fato candidato.

Em meio a tantas incertezas, uma coisa é certa: Esta será uma eleição diferente, em que os eleitores buscam renovação em nomes que não tenham problemas e que não estejam enlameados em denúncias de corrupção.

Anúncio 2 anos

0 976
Por Danilo Pinto

Por Danilo Pinto

Dr. Roberto Martins, conhecido cidadão de Valparaíso de Goiás, foi apresentado como pré-candidato do PT a Prefeito de Valparaíso de Goiás.

Martins já havia anunciado sua intenção de disputar as eleições majoritárias de 2016 e vê o projeto ganhar força ao se filiar no Partido dos Trabalhadores e ser indicado para disputar a vaga de candidato do grupo governista.

Desde que a prefeita Lucimar anunciou que não pretende concorrer à reeleição, todos os partidos da base aliada estão em busca de nomes para disputar a liderança do grupo, contudo, muitos dos nomes apresentados já ficaram pelo caminho. Ainda é cedo para saber quem será o candidato à sucessão de Lucimar, mas pelo trabalho que já vem realizando a bastante tempo, na divulgação de seu nome, Roberto possui grandes chances de ser este nome.

Dr. Roberto Martins reúne algumas das características desejadas pela sociedade, na escolha do novo prefeito. Ficha limpa, não possui problemas com a justiça. Além disso é um jovem articulador, com conhecimento da cidade e de seus problemas, além de possuir uma formação acadêmica sólida, que lhe dá condições para ser um bom administrador.

O nome de Roberto Martins foi bem recebido pela comunidade política, com quem deverá ter facilidade de articulação, já que possui credibilidade para tratar com as diversas frentes políticas da cidade.

O nome do candidato a prefeito do grupo do governo deverá ser conhecido nos próximos dias, quando o cenário político, bastante conturbado desde que Lucimar retirou o nome da disputa, deverá se tornar mais claro.

Curta Tribuna da Ride no Facebook e fique por dentro das principais notícias da sua cidade.

anuncio porta transparencia março

 

Anúncios para site-01

0 553
Por Danilo Pinto

Por Danilo Pinto

O juiz Élcio Vicente da Silva, da 3ª Vara da Fazenda Pública de Goiás, condenou, em 1ª instância, o governador do estado, Marconi Perillo (PSDB), e o suplente de deputado federal Sandes Júnior (PP) por improbidade administrativa. Pela decisão, decretada na quinta-feira (31), eles devem ser destituídos de seus cargos públicos e ter os direitos políticos suspensos pelos próximos cinco anos. Políticos informaram que vão recorrer.

De acordo com o Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO), autor da denúncia, Marconi Perillo inseriu campanhas publicitárias na propaganda política do governo estadual para alavancar a candidatura de Sandes Júnior à prefeitura de Goiânia, nas eleições de 2004.

A sentença determina ainda que os políticos devolvam ao estado o valor corrigido do que foi gasto com a propaganda, na época, R$ 215.578,00, mais uma multa de R$ 60 mil.

Em nota, a assessoria jurídica de Marconi informou que vai recorrer da decisão e nega que houve vantagem para Sandes Jr, já que ele sequer chegou a concorrer no segundo turno. O argumento do Governador não se sustenta, uma vez que a prática do crime não depende do resultado para se materializar, ou seja, o fato de não ter dado certo não quer dizer que a manobra não tenha sido feita.

À TV Anhanguera, Sandes Júnior disse que ainda não foi comunicado da sentença, mas adiantou que vai recorrer. Ele também argumenta que não obteve resultado, já que não venceu as eleições. Mais uma vez ressaltamos que isso não nega o crime de improbidade, uma vez que o candidato, mesmo não tendo conseguido vencer, teria obtido vantagem ilegal, paga com dinheiro público.

Ação iniciou em 2009
A ação foi proposta pelo Ministério Público em 2009. A petição inicial citava uma condenação dos dois já determinada pela Justiça Eleitoral também pelo crime de improbidade.

Os denunciados então recorreram e negaram os atos a eles imputados. Porém, os argumentos foram rejeitados, e o Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJ-GO) pediu que o processo continuasse a “apurar os fatos”.

Marconi e Sandes recorreram novamente alegando inexistência do ato de improbidade devido à ausência de dolo ou culpa. Desta vez, o TJ-GO acabou aceitando o pedido, entendendo que não houve caso de improbidade.

No entanto, o MP foi ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), que autorizou o andamento do processo, ocasionando a decisão atual.

A condenação prevê a perda dos direitos políticos e o afastamento de Marconi do cargo de Governador de Goiás. Os condenados vão recorrer da decisão.

anuncio porta transparencia marçoAnúncios para site-01

 

0 1458

Por Fred Gurgel

Em 2014 nós já denunciávamos durante a campanha que uma das empresas que financiavam a candidatura de Marconi Perillo era a ODEBRETCH, que à época era ligada, inclusive, a trabalho escravo. Em nossas denuncias, pontuávamos que a referida empresa era uma das que Marconi queria entregar a terceirização da CELG e SANEAGO. Menos de dois anos depois, o império de Marcelo Odebrecht virou alvo da Operação Lava Jato, que agora chega a sua 26ª fase conhecida como XEPA.
A Operação da Polícia Federal, enfim, chegou ao Governo de Goiás, e indícios apontam para inúmeras irregularidades. Segundo informações, um dos problemas está na construção do VLT, o governador Marconi Perillo (PSDB) autorizou um contrato de R$ 1,3 bilhão com a empresa. A investigada foi à única participante da licitação realizada em 2013 para a construção do transporte que substituiria o Eixo Anhanguera, em Goiânia. A previsão era de edificação de 12 estações e cinco terminais de integração. Nada foi feito até hoje.
E tudo indica que a obra que nunca saiu do papel não foi à única assumida pela Odebrecht em Goiás durante a gestão de Perillo. Razão da inquietação por parte dos aliados do governador, que articulam para manter o sigilo dos detalhes das negociações. Outro ponto levantado são respectivamente, as construções do aeroporto Santa Genoveva, em Goiânia e da arena Corinthians, em São Paulo, foram viabilizadas com o pagamento de propina pela Odebrecht.
A afirmação é do procurador Carlos Fernando dos Santos Lima, um dos coordenadores da força-tarefa da Operação Lava Jato, em Curitiba. Segundo ele, os rastros de repasses ilegais apareceram em planilhas apreendidas que indicam o envolvimento da diretoria da Odebrecht que cuida da gestão do contrato com o Itaquerão. O procurador disse que ainda está em análise inicial a lista dos destinatários dos pagamentos.
Nesta fase, disse o procurador, o único estádio que apareceu foi o do Corinthians. Segundo ele, há indicativos de pagamentos de propina em outros estádios da Copa, segundo “indicativos de delações que ainda estão em andamento”.
Em Goiás, a grande apreensão na cúpula do governo estadual deve-se, principalmente, à certeza dos muitos negócios realizados pela construtora no Estado, apesar de João Santana não ter trabalhado em Goiás, talvez o motivo da Xepa não tiver chegado ao Estado em um primeiro momento. De acordo com o Ministério Público Federal é justamente a “estrutura secreta” da Construtora Odebrecht para “pagamentos ilícitos” o alvo atual da Lava Jato.
Marconi se livrou da Operação Monte Carlo que acabou em um acordão, mas agora, a XEPA poderá, enfim, deixar às claras o que, de fato, ocorre na gestão do Governo Estadual. Vamos aguardar!

anuncio porta transparencia marçosegunda logo

0 668
Por Danilo Pinto

Por Danilo Pinto

Em entrevista à Tribuna da Ride, o vereador Professor Silvano (PT) negou que seja candidato a prefeito de Valparaíso de Goiás. Veja a íntegra da entrevista:

Tribuna da Ride: Silvano, você pretende se candidatar a prefeito de Valparaíso em 2016?

Silvano: Não serei candidato à Prefeito em 2016.

Tribuna da Ride: Existem rumores de que você não vai abrir mão da vaga de vereador para disputar a prefeitura. Como está o seu pensamento a este respeito?

Silvano: Fui candidato a Deputado Estadual em 2014, obtive mais de 7 mil votos e desde então estamos trabalhando para a nossa reeleição aqui na Câmara Municipal.

Tribuna da Ride: Como estão as conhecidas divergências internas do PT, em relação ao seu nome neste momento?

Silvano: Não existem divergências em relação ao meu nome. Com a decisão da Prefeita Lucimar em não ser mais candidata à reeleição, o meu nome foi indicado pelo Partido para ser o candidato, porém definimos que este não é o momento, uma vez que, nos preparamos para a reeleição de Vereador.

 

Tribuna da Ride: Qual a sua avaliação do governo da prefeita Lucimar Nascimento?

Silvano: Eu acho que a Prefeita acertou em muitos aspectos. Nós passamos pelos mesmos problemas que outros municípios lidam na área de infraestrutura. A Educação de Valparaíso de Goiás, hoje, é referência para todo o Estado do Goiás e o Plano de Carreira dos servidores serve de modelo para outros municípios. A UPA de Valparaíso atende pessoas dos municípios vizinhos e até de Brasília e nunca teve uma produção cultural no município como está tendo agora. A Prefeita Lucimar escreve uma cartilha de como deve se administrar uma cidade corretamente.

Tribuna da Ride: Na sua visão, quais devem ser as prioridades do próximo governo municipal, no que diz respeito a resolver os problemas de Valparaíso?

Silvano: Manter a valorização dos servidores e do serviço público, implantar a guarda municipal. Maior investimento na área de Infraestrutura Urbana. Construção das Marginais da BR 040, entre outros.

Tribuna da Ride: Valparaíso está inchada, em muito devido à especulação imobiliária. Como deverá ser sua gestão, no que diz respeito ao relacionamento com as construtoras?

Silvano: O relacionamento deve ser franco e verdadeiro. A administração deve ouvir as demandas das construtoras, mas também levar em conta os anseios da comunidade.

Tribuna da Ride: Quais os principais serviços prestados pelos seus mandatos para a população de Valparaíso, na sua visão?

Silvano: O Gabinete na Rua onde visitamos os bairros com o intuito de ouvir as reivindicações dos moradores e transformá-las em proposituras. A defesa dos servidores e do serviço público municipal. A luta pela implantação da Guarda Municipal. A continuidade da nossa luta em defesa das pessoas com deficiência.

Com a negativa de Silvano, a base da prefeita Lucimar continua a avaliar os nomes que foram colocados à disposição, entre os partidos aliados e nos próprios quadros internos do PT.

 

 

 

 

FIQUE CONECTADO

post