Início Política Oposição de Valparaíso de Goiás bate cabeça e expõe fragilidades do grupo

Oposição de Valparaíso de Goiás bate cabeça e expõe fragilidades do grupo

0 405
Por Danilo Pinto

Por Danilo Pinto

Os pré-candidatos a prefeito pela oposição enfrentam dificuldades para um entendimento. Antes um grupo do qual sairia o candidato, hoje um poço de vaidades em que ninguém apoia ninguém.

Os três pre-candidatos da oposição a prefeito de Valparaíso de Goiás, vereador Afrânio Pimentel (PR), vereador Dr. Marcus Vinícius (PTdoB) e vereador Pábio Mossoró (PSDB) parecem não conseguir mais esconder as dificuldades de sustentação de suas candidaturas. Os desencontros e a dor da traição colocam os três em rota de colisão, o que pôde ser verificado na sessão da Câmara de Vereadores desta quarta (08).

Circula na internet uma declaração atribuída à ex-prefeita Leda Borges (PSDB), em apoio à candidatura de Pábio Mossoró. Nada demais, principalmente porque é de conhecimento público que o candidato da oposição será do PSDB e disso o governador Marconni Perilo (PSDB) não abre mão. A questão é que esta declaração é um golpe frontal na candidatura de Afrânio, que contava com o apoio de Leda, em razão de acordo que fizeram para ele apoia-la em sua candidatura a deputada estadual no ano passado. Pelo acordo, o candidato do grupo seria um dos três supracitados, sendo escolhido aquele que se destacasse nas pesquisas pré-eleitorais.

Quiz o destino que vazasse do seio do grupo ledista, que ela seria a candidata, passando por cima dos acordos e de todos. Segundo este vazamento, Leda não abriria mão de ser a candidata do grupo e tentar a revanche contra Lucimar Nascimento (PT) que a derrotou em 2012 por vasta vantagem. Leda não engoliria a derrota e, vaidosa como é, estaria disposta a arriscar a sua história numa nova disputa com Lucimar.

Afrânio, após diversas lideranças e alguns vereadores comentarem a traição de Leda, usou a palavra para declarar que não depende de Leda para ser candidato. Disse que tem conversado com outras lideranças e que inclusive estaria em conversas com o grupo do governo municipal para eventual composição de chapa e que esta situação o deixava tranquilo quanto à traição. Declarou ainda que compromisso é para se cumprir e que não precisa do PSDB para ser candidato, já que possui o PR.

Pábio saiu na defesa da madrinha e declarou-se candidato do PSDB: “O PSDB tem candidato a prefeito e este candidato sou eu!” Disse ainda que Afrânio estaria descumprindo o acordo, já que estava conversando com todo mundo. Afirmou que o PSDB não vai conversar com ninguém e que terá um candidato próprio. Que o acordo era para resolverem entre eles e não para buscar apoio fora.

Após as duas escorregadas, ambos tentaram disfarçar o mal estar, mas o estrago já estava feito e as entranhas da oposição expostas, arrancando risos da plateia.

A pergunta que fica é: Existe clima para acordos entre políticos acostumados a faltar com a palavra? Leda é reconhecida por não cumprir acordos, então Afrânio seria muito ingênuo se esperasse por uma decisão dela. Além disso, em sendo Pábio o candidato, por decisão pessoal da Leda e do Marconni, seria digno do Afrânio apoiar os seus traidores? Soa-me como uma questão de vaidades e interesses subjetivos, que corroem o já fragmentado grupo de oposição.

Falando no PR, diz-se por ai que o Afrânio não fica lá por muito tempo. Está na base da prefeita Lucimar e comenta-se que uma entrevista do presidente do partido poria fim aos planos de Afrânio dentro da legenda. O caminho mais provável para ele seria o PTN, comandado pelo seu braço direito Antônio Mix.

Até aqui nada se comentou sobre o terceiro pre-candidato. Dr. Marcus Vinícius já havia declarado que não apoiaria Leda em hipótese alguma, porque compromisso é questão de honra. Também declarou não apoiar Afrânio em nenhum caso, após este chama-lo de bebê chorão e oferecer-lhe uma chupeta durante discussão na Câmara de Vereadores. Resta ver se tem cacife para sustentar sua posição

Certo é que Vinicius não apareceu na Câmara nas seis últimas sessões e em todas elas, um oficial de justiça o aguardava na porta. Mas isso já é assunto para outra matéria.

Al_ASPC73BJUtcWQD5iGxlievjFeQHh0_NeHpLSIpsu9segunda logo

NENHUM COMENTÁRIO

Faça um comentário