Início Notícias Cidades Prefeita Lucimar veta lei após ouvir frentistas de Valparaíso de Goiás

Prefeita Lucimar veta lei após ouvir frentistas de Valparaíso de Goiás

0 442
Por Danilo Pinto

Por Danilo Pinto

A prefeita de Valparaíso de Goiás, Lucimar Nascimento (PT), recebeu da Câmara Municipal uma Lei aprovada, definindo as vestimentas e os equipamentos de proteção individual obrigatórios para os frentistas de postos de gasolina. Antes de decidir se vetava ou sancionava a Lei, convocou o segmento para discutir o tema.

Reunidos na prefeitura, frentistas, donos de postos, prefeita e assessores discutiram a Lei e por unanimidade, os frentistas declararam que a sanção seria nociva à categoria.

Pesaram para esta decisão a exigência do uso de itens como macacão, botas, luvas, máscaras anti gás, óculos de proteção e outros. Para os frentistas, usar estes equipamentos em uma região de clima quente e seco como Valparaíso, causaria transtornos graves à saúde e ao bem estar dos profissionais.

Para os profissionais relacionados com esta Lei, medidas protetivas voltadas para a prevenção de assaltos seriam muito mais importantes para a comunidade. Também questionaram o fato de a Lei ter sido discutida e aprovada no parlamento municipal, sem que a classe interessada fosse ouvida.

Lucimar apresentou na reunião os esforços que tem feito como prefeita, no que tange à segurança pública. Declarou que apesar de ser uma responsabilidade do estado de Goiás, como prefeita não poderia fechar os olhos para um dos mais graves problemas da região de Entorno de Brasília e que por isso tomou iniciativas de fortalecimento das forças de segurança no município, como a disponibilização de prédio, mobiliário e equipamentos para as delegacias da Mulher, de combate ao narcotráfico e de investigação de homicídios, estas duas últimas construídas através de parceria com uma empresa da cidade. Além disso, a prefeitura quadruplicou a verba para horas extras dos policiais, garantindo mais policiais nas ruas, apesar do efetivo reduzido.

Diante da unanimidade pela rejeição do projeto, a prefeita vetou a Lei. Mesmo sendo uma proposta de vereador da base de governo, Lucimar entendeu que a população envolvida tem que ser priorizada na decisão e que não poderia sancionar a Lei, se pelo entendimento dos envolvidos, esta não os favorece.

A Prefeita se comprometeu ainda a transmitir à Câmara Municipal o apelo dos trabalhadores, para que a Casa de Leis os convoque para a discussão, quando forem tratar de pautas que impactem em suas vidas. OS frentistas se disseram dispostos a conversar com os vereadores, sempre que houver a necessidade de discutir alguma matéria que os envolva e cobraram dos parlamentares o direito de participar dos debates e ajudar a construir Leis que realmente atendam às suas necessidades.

10390382_819969471413530_9045544315011813204_n

segunda logo

NENHUM COMENTÁRIO

Faça um comentário