Início Notícias Cidades Retrocesso! Governador quer Valparaíso de volta como cidade mais violenta do mundo!

Retrocesso! Governador quer Valparaíso de volta como cidade mais violenta do mundo!

0 564
Por Danilo Pinto

Por Danilo Pinto

O Governador de Goiás, Marconi Perilo (PSDB) deu mais um passo para o retrocesso. Desta vez, vai remover o Tenente Coronel Danilo Braga do Comando do 20º Batalhão de Polícia Militar, em Valparaíso de Goiás.

Quando o então Major Danilo Braga assumiu o Comando da PM em Valparaíso de Goiás, éramos conhecidos em todo o Brasil, pela violência descontrolada. Quem não se lembra da matéria na Rede Globo em 2011, em que a cidade de Valparaíso de Goiás, então governada por Leda Borges (PSDB), foi eleita a cidade mais violenta do mundo? A coisa era tão feia, que até outdoors foram colocados, avisando aos motoristas que atravessavam a cidade pela BR 040, para terem cuidado ao entrar na cidade mais violenta do planeta.

Nos tempos em que Leda Borges era Prefeita de Valparaíso, pessoas morriam às centenas todos os meses, vítimas de violência urbana. Era um mar de sangue, em que morria mais gente nesta cidade do que em guerras declaradas no Oriente Médio.

Desde a chegada do Comandante Danilo Braga, as coisas mudaram. Com inteligência, boa vontade, liderança e muita criatividade, o Major Danilo Braga controlou a onda de violência e trouxe a cidade para os níveis normais de criminalidade das cidades brasileiras. Os resultados foram tão expressivos, que o Major foi promovido a Tenente Coronel e se tornou uma espécie de Herói Municipal.

Hoje, Danilo Braga é reconhecido como a pessoa que conseguiu tirar Valparaíso do mapa mundial da violência, mesmo não contando com apoio do estado de Goiás, que nada investiu em efetivo ou infraestrutura nos últimos anos. Em 2011, Valparaíso tinha 150 policiais e era a cidade mais violenta do mundo, hoje, cinco anos depois, Danilo comanda apenas 100 homens, que muitas vezes não saem do batalhão por falta de combustível, viatura ou munição e mesmo assim, conseguem manter a violência controlada, dentro dos níveis nacionais, graças à liderança e dedicação deste grande Comandante.

A saída do Comandante, prevista para a próxima terça-feira (12), é vista como um forte golpe na população de Valparaíso. Uma manifestação deverá cobrar coerência do Governador e atuação da Deputada Estadual Licenciada Leda Moura, que obteve 22 mil votos de eleitores Valparaisenses, e nenhuma ação empreendeu para ajudar a nossa população.

Projetos como Vizinhança Solidária, trazidos para Valparaíso por Danilo Braga e que ajudaram a controlar a criminalidade nos bairros da cidade, correm sérios riscos de desaparecer, bem como a disponibilidade de um Comandante que atua na rua, junto com seus comandados e ao lado dos moradores.

Retirar de Valparaíso um Comandante como o Tenente Coronel Danilo Braga é nada mais, nada menos que declarar desprezo por esta cidade e por seus moradores. Nenhuma novidade, para um Governador que nada fez pelo Município nos últimos anos e abandonou o Entorno de Brasília à própria sorte.

Será que a proximidade das eleições municipais de outubro seriam a razão para remover um Comandante bem sucedido e colocar em seu lugar um homem mais próximo politicamente do PSDB? Assim seria mais fácil usar PM para prender ou soltar adversários políticos, como nos tempos dos Coronéis.

Seja qual for a razão, O Governador Marconi e a quase deputada Leda deveriam pensar melhor antes de avançar com mais esta traição ao povo de Valparaíso de Goiás.

NENHUM COMENTÁRIO

Faça um comentário