Início Tags Posts tagged with "educação"

educação

0 432

Por Danilo Pinto

Apesar de a Prefeitura de Valparaíso de Goiás já ter recebido mais de R$ 1,3 milhões este ano, destinados à merenda escolar, a Escola Monteiro Lobato encaminhou recado aos pais e responsáveis, comunicando a suspensão do Programa Mais Educação, sob alegação de falta de merendeiras.

Segundo o comunicado, a Secretaria Municipal de Educação já teria sido comunicada e o retorno do atendimento à comunidade estudantil dependerá da solução a ser apresentada pela entidade.

Apesar do momento delicado por que passa o Brasil, com montanhas de dinheiro sendo roubadas do povo por políticos irresponsáveis e uma gestão ilegítima, sustentada por compra de deputados e do judiciário, não parece que tenhamos chegado ao ponto de cortar merenda das crianças.

Se compararmos gestões, veremos que um dia sem merenda na gestão da ex-prefeita Lucimar Nascimento, por problema com fornecedor, era tratado pelos atuais gestores como uma aberração e, os mesmos críticos do passado, cortam merenda e aulas por tempo indeterminado e ainda tem a cara de pau de pedir compreensão dos pais e responsáveis.

À medida que o tempo passa a sociedade toma consciência de que a atual gestão é um embuste, capaz de sacrificar os mais frágeis, para manter seus privilégios. Enquanto isso, os problemas da cidade se avolumam, sem solução, sem explicação e sem atenção do Prefeito e de sua madrinha, que tanto prometeram resolver os problemas criados por eles mesmos, ao sustentarem um governador que ignora a existência de Valparaíso de Goiás.

Comunicado da suspensão de aulas por falta de merenda

Por Danilo Pinto

Em entrevista concedida a uma rádio local, o Prefeito de Utinga-BA, Joilson Vieira, declarou estar empreendendo esforços para transferir o Centro Territorial de Educação Profissional (CETEP) do município de Wagner-BA, para Utinga-BA.

Denúncia de pessoas ligadas à educação já davam conta da ação de um político de Wagner, ligado a Joilson, que teria tentado indicar uma pessoa ligada ao Prefeito para a direção do CETEP no ano passado. A especulação é de que poderia se tratar de uma manobra para facilitar a transferência da escola para aquele município.

A manobra não teria dado certo, já que foi empossado um professor da própria escola e, ao que parece, Joilson resolveu deixar cair a máscara e assumir que pretende tomar o CETEP da cidade vizinha. Na entrevista, Vieira afirma que não oferecerá transporte para os alunos que residem em Utinga e estudam em Wagner e que já encaminhou ofício à Secretaria de Educação, pedindo que a “Extensão do CETEP de Wagner, seja levada para Utinga”. Alega que sua cidade, com aproximadamente 20 mil habitantes, seria mais merecedora do CETEP que Wagner, com “apenas 9 mil habitantes”.

Joilson se esquece da vocação de Wagner para a educação. Ao longo de mais de um século, o município liderou este setor em toda a Chapada Diamantina e exportou profissionais para todo o Brasil. O interesse declarado pelo CETEP revoltou moradores de Wagner, que prometem responder à altura à afronta.

Esta não é a primeira vez que Joilson se envolve em polêmica. Em seu primeiro mandato, teria questionado o Prefeito de Wagner, insatisfeito por este ter construído o Bairro Renovação, dotado de casas populares, mas construídas com qualidade superior às construídas por ele em Utinga. Além de mal localizadas, as casas que Joilson construiu, contando com os mesmos recursos que Wagner, são infinitamente inferiores em qualidade, espaço e infraestrutura urbana. Na ocasião teria declarado que as casas de Wagner estariam causando-lhe dificuldades, o que de fato ocorreu, demonstrando claramente que ele, no mínimo, foi incompetente na aplicação dos recursos.

Joilson Vieira foi preso pela Polícia Federal, acusado de fraude em licitação e desvio de dinheiro público.

Outro momento crítico da carreira política de Joilson foi sua prisão em 2010. Então Prefeito de Utinga, foi levado pela Polícia Federal, acusado de envolvimento em um esquema de fraude em licitações e desvios de verbas de merendas escolares, compra de medicamentos e obras com recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). O golpe causou um prejuízo estimado em R$ 65 milhões aos cofres públicos.

Agora é aguardar o posicionamento dos gestores de Wagner, a respeito do pleito de Utinga e mobilizar a população, para que esta insanidade não seja levada a efeito. O Vereador Inho de Leitoinha já declarou apoio ao CETEP de Wagner e afirmou que vai defender a escola. Até o momento, foi a única declaração de políticos em mandato que chegou ao conhecimento da redação de Tribuna da RIDE.

Por Danilo Pinto

As transformações não param em Ibiquera-BA e no campo da educação, a implantação de atividades extraclasse ganham destaque, principalmente pela capacidade que possuem de alavancar o desenvolvimento dos estudantes da rede municipal.

Nesta quinta-feira (12) a Escola Municipal Deputado Luís Eduardo Magalhães iniciou o Projeto de Leitura “Repensando a prática, construindo valores”, com o objetivo de incentivar o hábito da leitura e oferecer suporte para o desenvolvimento intelectual e a prática da escrita entre seus alunos.

A escola detectou algumas dificuldades na aprendizagem durante o primeiro semestre de 2017, decorrentes tanto da falta de investimentos em educação nos últimos anos, quanto pela inexistência de incentivos reais para o aprendizado. Com a implantação deste projeto, associado a outras iniciativas, a Secretaria de Educação espera superar as dificuldades de aprendizagem e oferecer melhores condições para o desenvolvimento escolar dos estudantes, abrindo caminho para um futuro mais promissor para as crianças e adolescentes de Ibiquera.

A Secretária de Educação, Elisângela Invenção, chama a atenção para a necessidade de oferecer ferramentas, que permitam aos estudantes uma experiência escolar mais prazerosa. “Estamos buscando alternativas e implantando ações que tornem a educação mais atrativa e prazerosa para nossos estudantes. A sala de aula pura e simples já não é capaz de atender às necessidades educacionais, então os pensadores da educação precisam inovar, com atividades que tornem esta experiência mais prazerosa, prendendo a atenção e a dedicação dos nossos alunos.” Declarou Elisângela.

O engajamento da Diretora da escola, Ana Cleides, de professores e Coordenadoras é fundamental para esta educação de qualidade. Graças aos esforços e à dedicação destas profissionais, está sendo possível realizar mudanças positivas e elevar o nível da educação municipal.

O Prefeito Ivan Almeida determinou que se realize todos os esforços necessários, para que a qualidade da educação oferecida pela rede municipal de educação de Ibiquera possa preparar as crianças e jovens do município para os desafios da vida adulta. “Ibiquera merece nossa atenção e estamos empenhados em oferecer o melhor de nós em todas as áreas de gestão. A educação é a base do desenvolvimento de um povo e não vamos medir esforços para garantir a melhor educação da história de Ibiquera.” Declarou Ivan.

Por Danilo Pinto

O Município de Ibiquera, na Chapada Diamantina, Bahia, aderiu ao Programa Saúde na Escola, desenvolvido através de parceria entre os Ministérios da Saúde e Ministério da Educação. Este programa tem por objetivo enfrentar as vulnerabilidades que prejudicam o desenvolvimento escolar dos estudantes.

Deixando de lado a imagem de município atrasado, criada ao longo dos últimos 20 anos, em que a cidade literalmente parou no tempo, A gestão Dr. Ivan coloca Ibiquera na frente mais uma vez e adere ao Programa Saúde na Escola, que irá contribuir com a formação integral dos estudantes, por meio de ações de promoção, prevenção e atenção à saúde, com vistas ao enfrentamento das vulnerabilidades que comprometem o pleno desenvolvimento de crianças e jovens da rede pública de ensino.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, este programa vai permitir melhorar a qualidade da educação no município, por criar condições ideais para o pleno desenvolvimento dos educandos, principalmente por ajudar a prevenir e combater situações que comprometem a saúde dos estudantes, produzindo graves danos à sua educação.

O programa será implantado e gerido através de parceria entre as Secretarias Municipais de Educação e Saúde, já que atua nas duas frentes do serviço público municipal.

O Prefeito de Ibiquera, Dr. Ivan Almeida, tem determinado aos secretários municipais que fiquem atentos a todos os programas estaduais e federais, que possam ser aproveitados no município e contribuir com a melhoria da qualidade de vida da população e enxerga no Saúde na Escola uma excelente oportunidade. “Ibiquera precisa recuperar o tempo perdido. Ficamos parados no tempo durante 20 anos e não podemos perder oportunidades de trazer para o município todos os programas públicos que possam ajudar a melhorar a vida do povo. Todas as secretarias do nosso governo estão orientadas a não perder oportunidades de trazer melhorias para a vida das pessoas.” Afirmou Dr. Ivan.

0 1006

Por Danilo Pinto

A Prefeitura de Ibiquera-BA lançou nesta quarta (26) o projeto Prefeitura em Movimento, com o objetivo de levar os serviços públicos a todos os cantos do município.

Esta primeira edição foi realizada no Assentamento Munduri e contou com o gabinete itinerante do Prefeito Dr. Ivan, acompanhado de diversas secretarias: Estiveram presentes o Conselho Tutelar, Secretaria de Cultura, Secretaria de Educação, Secretaria de Saúde, Secretaria de Assistência Social, dentre outros setores de governo.

Após 20 anos de abandono, período em que até mesmo os atendimentos básicos foram precários, em todos os setores da gestão municipal, Ibiquera experimenta um novo momento, no qual a população humilde recebe uma atenção especial e é tratada com respeito e dignidade. Prova disso é o esforço de Dr. Ivan, juntamente com a equipe gestora da saúde, para a implantação de um posto de saúde no Assentamento Munduri, garantindo que o atendimento ao cidadão seja realizado com qualidade e no tempo adequado.

O Prefeito Dr. Ivan determinou que os serviços públicos, além de disponíveis na sede, sejam levados também à zona rural, permitindo que esta parcela da população seja incluída e valorizada. “Sabemos da dificuldade de muitos moradores para se deslocarem até a sede em busca de atendimento e temos consciência de todos os anos de abandono, que dificultaram a vida destas pessoas. Mas este tempo acabou e agora estamos trabalhando duro para garantir que cada cidadão ibiquerense seja assistido pelo município e possa viver com dignidade”. Afirmou Dr. Ivan.

A primeira edição do Prefeitura em Movimento foi encerrada em alto estilo, com apresentações de músicos locais.

0 374
Por Danilo Pinto

Por Danilo Pinto

A Secretaria Estadual de Educação de Goiás (governo Marconi Perillo) recebeu mais de 50 micro ônibus do Governo Federal. Eles estão no pátio e a Secretaria está colocando adesivos do Governo Estadual por cima da logo do Governo Federal.

Vão distribuir nas cidades como se fossem benfeitorias do Marconi, mas na verdade é resultado do investimento do Governo Federal.

Bastará retirar os adesivos para constatar que os ônibus foram entregues pelo Governo Federal e que Marconi tenta levar vantagem, o que é ilegal e criminoso.

Marconi, que é acusado de integrar a máfia dos caça-niqueis de Goiás, como sócio do contraventor Carlinhos Cachoeira, é o principal apoiador da deputada licenciada Leda Borges e do pré-candidato a prefeito de Valparaíso, vereador Pabio Mossoró, ambos do PSDB.

 

 

20160505055725 (1)

0 1528

A Prefeitura de Valparaíso de Goiás divulgou a quarta ista de convocados do concurso 2014. São 77 novos convocados para a Secretaria Municipal de Educação. Veja a lista no link abaixo:

4ª lista de convocados Valparaíso de Goiás

Em razão das férias, atrasamos a divulgação da nova lista, no que pedimos desculpas aos nossos leitores. Retornaremos às nossas atividades normais no dia 20 de janeiro.

0 440
Por Danilo Silva Pinto

Por Danilo Silva Pinto

Um forte vendaval causou destruição em Valparaíso de Goiás, na tarde desta terça-feira (22). No bairro Valparaíso 2, várias casas, além da Secretaria Municipal de Saúde e do Hospital CAIS tiveram as telhas arrancadas pela ventania.

No vídeo é possível ver as telhas voando, como se fossem de papel. Apesar da violência do vento, ninguém se feriu.

10390382_819969471413530_9045544315011813204_n

segunda logo

0 481
Por Danilo Silva Pinto

Por Danilo Silva Pinto

DOM Waldemar, Bispo da Diocese que abrange o município de Valparaíso de Goiás, diz que a Igreja Católica nega exigência da Igreja Católica para devolução do Plano Municipal de Educação de Valparaíso.

Em reunião com a Prefeita Lucimar nesta quinta-feira (09), o Bispo Dom Waldemar declarou que a devolução seria desnecessária, uma vez que já haviam sido acertadas modificações em comum acordo entre a Igreja e a Câmara, com as quais a Prefeita já havia concordado.

O Bispo citou inclusive alguns municípios, dentre eles Luziânia, nos quais as modificações foram executadas pela Câmara, dando celeridade ao processo de aprovação.

A oposição, em esmagadora minoria na Casa Legislativa, usou a indignação de lideranças religiosas para pressionar os demais vereadores e impedir que o PME fosse aprovado, mesmo com as modificações. Diante do impasse político, a Comissão de Constituição, Justiça e Redação da Câmara Municipal, presidida pelo vereador Professor Silvano, emitiu parecer pela devolução do plano ao executivo, para reformulação.

Os questionamentos ao PME dizem respeito às mesmas pautas, que nacionalmente compreendem as discussões em torno do preconceito e da atuação homofóbica de algumas correntes religiosas, em cuja aceitação das relações homo-afetivas se tornou um tabu e motivo de grande revolta.

Os evangélicos acusam o PME de incentivar a atividade sexual e o homossexualismo nas escolas, apesar de o projeto ter sido elaborado com uma comissão mista da comunidade, criada para este fim. A comissão declara que não existe razão para tais questionamentos, exceto a intransigência das igrejas, que não aceitam a evolução da sociedade e pretendem impedir que ações voltadas para a educação e orientação sexual sejam realizadas.

Estas ações de educação e orientação sexual, com as modificações que já haviam sido acordadas, são de suma importância para a segurança social, emocional e fisiológica de crianças e adolescentes, expostos a riscos que não poderão ser combatidos de outra forma.

Por conta da devolução do PME ao executivo, o projeto está sendo reformulado em caráter emergencial, dada a brevidade do prazo para a sua aprovação, e será reencaminhado para a Câmara após o retorno do recesso parlamentar de julho.

11134422_744751222308808_737234132_n

segunda logo

Anúncio Midia do Pão

0 1549
Por Danilo Silva Pinto

Por Danilo Silva Pinto

A Câmara de Vereadores de Valparaíso de Goiás foi tomada por aprovados no concurso público 2014, da Prefeitura Municipal de Valparaíso de Goiás, durante a sessão parlamentar desta quarta-feira (08).

Os manifestantes compareceram à sessão portando faixas e cartazes, cobrando da prefeita Lucimar Nascimento (PT) a nomeação dos aprovados em vagas imediatas e o cancelamento do processo seletivo que pretende contratar profissionais temporários para a educação.

Apesar da sessão já bastante tumultuada, em razão da votação do polêmico Plano Municipal de Educação, os concursados conseguiram chamar a atenção e deram seu recado. Recebidos por alguns vereadores, foram informados  que somente na justiça, poderão questionar a prefeitura e fazer valer seu direito subjetivo às vagas, já que não cabe mais à Casa Legislativa atuar neste quesito, a não ser por apoio e assistência dos parlamentares.

Diante disto, uma comissão deverá se deslocar a Goiânia em carros cedidos pela oposição, para pedir ao Ministério Público de Goiás que cancele o processo seletivo e determine a contratação imediata dos concursados para suprir as vagas abertas. Além do carro a oposição se comprometeu a oferecer quatro advogados para orientar e representar os aprovados nos processos.

Através da Assessoria de Comunicação a Prefeitura informou que conforme havia anunciado anteriormente, as nomeações serão realizadas de forma pontual, à medida em que o orçamento permitir e que o processo seletivo realizado neste momento pretende cobrir carências temporárias, resultantes de licenças concedidas a servidores.

Apesar da justificativa da Administração Pública estar embasada na Lei de Responsabilidade Fiscal e de existir um prazo legal para nomeações de dois anos, prorrogáveis por mais dois anos, os aprovados questionam a presença de contratos temporários ocupando as vagas efetivas, o que é proibido por Lei.

A Prefeita Lucimar Nascimento realizou o que se pode chamar de mais limpo e organizado concurso público do estado de Goiás, homologado pelo Tribunal de Contas dos Municípios e sem qualquer questionamento quanto à segurança jurídica do certame. Apesar disso, em razão da dificuldade em alocar rapidamente os aprovados, por conta das limitações orçamentárias do município, o concurso deverá seguir para uma grande briga judicial.

11134422_744751222308808_737234132_n

segunda logo

FIQUE CONECTADO

post